Smoothie: tendência leve e gelada para a estação

Opção para o verão, o smoothie é uma boa alternativa para driblar o calor com ingredientes saudáveis; a Green Produtos Naturais possui picolés orgânicos de diversos sabores, ideais para o preparo de receitas geladas

O verão sempre pede por uma alimentação mais leve, balanceada e colorida. Para o período mais quente do ano há deliciosas alternativas refrescantes para enfrentar as altas temperaturas. Além disso, para não perder o foco na alimentação saudável durante essa época quente, os alimentos orgânicos (produtos de origem animal ou vegetal, obtidos sem a utilização de elementos químicos ou hormônios sintéticos) têm sido boas alternativas para cuidar da saúde e da boa forma.

 smooth 2

Tradicionalmente procurados durante essa estação, os sucos de frutas, sorvetes e picolés são considerados os queridinhos entre crianças e adultos. Boa pedida para o momento, o smoothie, bebida composta por ingredientes gelados, pode ser preparado com sucos, sorvetes, frutas, iogurtes e outros ingredientes naturais a gosto. A Green Produtos Naturais oferece opções de picolés mais saudáveis do que os encontrados no mercado, totalmente orgânicos, compostos por 80% de fruta. Já imaginou a mistura de ingredientes deliciosos, refrescantes e orgânicos em uma só bebida?

 smooth 3

 Smoothie de morango da Green Produtos Naturais:

 smooth

Rendimento:  1 porção

Ingredientes:

1 pote de iogurte natural de sua preferência;

1 picolé Green de morango;

1 banana congelada;

3 cubos de gelo.

Modo de preparo:

  1. Coloque o picolé, a banana, o iogurte e os cubos de gelo no liquidificador;
  2. Deixe batendo por 1 a 2 minutos;
  3. Adoce a gosto (opcional).

 

PS: Receitra enviada pela acessoria da Green

Sucesso do carnaval: Disco Pants

A novela Boogie Oogie anda fazendo moda! Ou melhor, ela está trazendo da novela, direto dos anos 70 (quase oitenta) para os dias atuais algumas peças. A peça queridinha das artistas nesse carnaval foi a Disco Pants!

Com brilho (pode ser muito ou pouco), cintura alta, elastano para dar movimento e um estilo …. Setentinha! As primeiras imagens são das artistas usando as Disco em um estilo carnavalesco (com abadá), mas em seguida vou dar a vocês inspirações para usar sua Disco Pant todos os dias!

Devaneios - Disco Pants - Bruna Marquezine

Devaneios - Disco Pants - Cris Viana

Devaneios - Disco Pants - Josie Pessoa

Devaneios - Disco Pants - Paloma Bernardi

Devaneios - Disco Pants

Devaneios - Izabele Muller

As disco pants combinam com todos os estilos (menos o meu): rocker, clássico, romântico, enfim! Os acessórios é quem vão ditar o estilo. Você pode colocar uma camisa clássica e scarpin, como pode usar uma t-shirt moderninha com tênis ou até mesmo uma sapatilha. Sua maquiagem pode ser pesada, mas também pode ser leve. Seu cabelo pode estar preso ou solto, as pants combinam com tudo. Vamos ver?

Devaneios - Disco Pants - inspiracao - 3

Devaneios - Disco Pants - inspiracao - 4

Devaneios - Disco Pants - inspiracao - 5

Devaneios - Disco Pants - inspiracao - 8

Devaneios - Disco Pants - inspiracao - 6

Devaneios - Disco Pants - inspiracao - 7

Espero ter inspirado vocês mas confesso, eu não compraria uma disco pant e é por isso não combina com meu estilo. Meu estilo é mais pé no chão. A disco é uma calça ‘DA MODA’, literalmente. Daqui a pouco você vai ter ela enfeitando seu armário para daqui algumas décadas usá-la de novo. Bom, isso se seu número for o mesmo. Ou quem sabe ela vai servir para você usar em uma festa temática ou emprestar para algum familiar daqui a alguns anos! Eu não gosto desse tipo de peça. Talvez, muito talvez, se eu tivesse me apaixonado perdidamente pela peça, achasse que eu ia ficar com o corpo da Cris Viana ou da Paola Oliveira, compraria de olhos fechados. Mas cá entre nós, não é o caso. Mas se você gosta e é dessas que ama estar na moda, compre, use e abuse.

Barbearia Torres – para homens antenados

Já faz um tempo que não dou nenhuma dica para homens por aqui. E hoje eu vim falar para ELES, nossos homens! Que tal sair da zona de conforto e conhecer um novo conceito de barbearia, onde passado e futuro se unem, tradição e modernidade se encontram, conservadorismo e tendências coexistem?

Barbearia 1

A Barbearia Torres tem uma inovadora proposta em estética, exclusivamente voltada para o público masculino. No modelo das Barbershops americanas e britânicas, conta com estrutura ampla, moderna e bem decorada; ambiente acolhedor, climatizado e muito agradável.

A Barbearia vem se tornando referência em um tipo de serviço que cresce a cada dia, o Dia do Noivo, não é o máximo? Esse serviço sempre foi oferecido às mulheres, as os homens também merecem um tratamento todo especial em um dia único na vida dele. Imaginem uma área Vip e exclusiva, com serviços especialmente pensados para tornar este dia inesquecível aos noivos, além de deixá-los mais elegantes nesta data tão especial.

barbearia torres - dia do noivo

Os profissionais da Torres são experientes, qualificados e antenados às mudanças no mundo da moda. O atendimento tem o mais alto padrão de excelência e agilidade, com garantia de qualidade e total satisfação dos clientes.

barbearia torres - profissionais

Indiquem a Barbearia Torres para seus amigos, namorado, marido, primo, irmão e pai! Afinal, os homens da nossa vida merecem serem bem tratados. Eles têm duas unidades em Belo Horizonte. Desde 1992, a Barbearia Torres está localizada à Rua Moema, 94, Padre Eustáquio, numa das regiões mais tradicionais da capital mineira. Em 2014, inauguramos nossa segunda unidade, num espaço amplo, requintado e muito bem localizado, no coração da Av. Pedro II, número 4100, Caiçara.

 Não importa o estilo, o objetivo é atender os desejos e necessidades dos clientes.

 

M’ADRI promove exposição de fotos

Marca de camisetas aposta em novos talentos para mostrar a universalidade da peça

Com o intento de mostrar a versatilidade da peça mais democrática do vestuário, a M’ADRI investiu no olhar de dois jovens talentos da fotografia. Por meio das lentes de Carmine Furletti Terceiro e Mariana Rodrigues, o item mais presente em qualquer guarda-roupa ganha status artístico com imagens de moda primorosas. O resultado poderá ser conferido em uma exposição na Galeria Orlando Lemos, no Jardim Canadá, no próximo dia 07.

244295_470708_m_adrid_camisetas2

Trata-se de uma ação de transição da coleção inaugural. Segundo Adriana Coutinho, proprietária da M’ADRI, a ideia é explorar as mesmas peças sob olhares diversos. O shooting traz aridez e tons terrosos em contraste ao primeiro que elegeu o urbano e o clássico branco e preto como coadjuvantes às T-shirts.

A marca, lançada em outubro último, trabalha com edições limitadas. As camisetas são leves, jovens e divertidas. Contam com 13 estampas exclusivas aplicadas a cinco diferentes modelos e confeccionadas com tecido de fibras 100% naturais. As camisetas da M’ADRI traduzem o easy going como o lifestyle do momento, já que a vida agitada nos pede conforto e praticidade para se vestir no dia a dia.

244295_470729_m_adrid_camisetas1

Adriana Coutinho – As tees são mesmo bem a cara de Adriana, adepta ao estilo low profile, ela está há mais de 20 anos nos bastidores da indústria da moda. Esteve à frente de um dos mais importantes eventos do ramo no país, o Galeria Showroom, em São Paulo (SP), além de ter sido dona de multimarcas, diretora comercial de algumas renomadas grifes e coparceira do grupo Luminosidade. Atualmente, além de estar por trás da Casar BH, está envolvida em uma série de projetos paralelos que aplicam toda a versatilidade desse know-how. Reunir novos talentos e reconfigurar novos caminhos para a moda mineira é um deles.

SERVIÇO
Exposição M’ADRI sob lentes
Data: 07 de fevereiro
Horário: 17h as 21h
Local: GALERIA ORLANDO LEMOS – Rua Melita, 95, Jardim Canadá – BH
Telefone:(31) 3224-5634

M’ADRI – SAC – (31) 3245-3272 / 8422-7011
IG: @madricamisetas
As T-shirts da M’ADRI são vendidas em pequenos happenings e eventos de moda.

Sobre o (des) amor

E eu me pergunto, onde foi para o amor? Eu sei que já devo ter falado por aqui em algum texto desse minha preocupação, falta amor no mundo. Mas hoje eu vim falar do amor homem/mulher mesmo.

Tudo mudou, o mundo evoluiu, mas no final das contas, nada mudou. Há muitos anos, o casamento era um negócio. Pais faziam negócio entre si e arranjavam casamentos para os filhos. O esposo ganhava um dote e as famílias uniam forças e ganhavam mais status. Acho que era mais ou menos assim ou entendi assim nos livros que li e filmes que vi. Aos poucos as coisas foram mudando, a mulher começou a ter voz ativa e até mesmo escolher o futuro marido.

desamor

Passam-se alguns (muitos) anos e a mulher decide que quer ser independente. Além de escolher o futuro marido, agora ela também escolhe E COMPRA suas roupas, trabalha fora e cuida dos filhos. Rasgaram sutiãs, a virgindade deixou de ser tão importante (para alguns(as)) e nós mulheres, conquistamos a tal liberdade.

desamor 2

Com todas essas mudanças, os homens, que eram pais de família e tinham o dever de pagar as contas da casa, ficaram confusos. Agora as mulheres também ajudam nas contas da casa e mais. Elas não dependem dos homens para comprar suas roupas, pagar a conta do bar, do cinema, do salão, enfim… As mulheres não dependem financeiramente do homem, mas isso não quer dizer, que eles não possam pagar a conta do bar ou todas as contas da casa. Confuso isso, não?

E o amor? Ah, o amor começou a ficar de lado. Minha geração é uma geração de mulheres que foram criadas para serem independentes, conquistar o mundo, não depender dos homens PARA NADA. Mas esqueceram de nos contar, ou melhor, não nos ensinaram a lidar com o fato de que sim, nós sempre dependeremos deles de alguma forma. Um relacionamento depende de um outro ser para virar um relacionamento, concordam? E acho que no fim, essa nossa independência virou um tipo de arrogância mania que assusta os homens. Não precisamos dos homens nem para abrir o pote de palmito. Ah que ponto chegamos! Hahaha

Mas não é só isso. Pergunte a uma mulher solteira, qual é o homem ideal para ela. Já ouvi (e vi) muita coisa por aí. O melhor é o que nós mulheres não queremos. Não queremos um príncipe encantando! E o homem dos sonhos não precisa ter um cavalo branco, mas precisa ser lindo, sarado, abrir a porta do carro quando entramos, fazer o jantar e passear com o cachorro. Ele precisa ser paciente, entender nossa TPM, aceitar essa nossa mania de sermos ‘perfeitas’ e aceitarem o fato de que mesmo sabendo que achamos não precisamos deles, no final queremos que eles façam tudo que não queremos que façam por nós. Queremos ser paparicadas, mas sem dar o braço a torcer.

Toda vez que encontro com uma amiga que tinha começado um relacionamento e já terminou, sempre tem a pergunta: “e porque não deu certo”

20a-miniatura-800x533-79604

* ele era muito novo

* ele era muito menino

* ele era muito velho

* ele não tinha carro

* o emprego dele não era bom o suficiente

* é muito burrinho tadinho

* era baixo demais

* era alto demais

* não estamos na mesma sintonia

* ele está cheio de problemas e eu também, achamos melhor resolver nossa vida primeiro.

* ele não era tudo que eu achava que era.

* não era inteligente o suficiente

* ele era grudento demais

* ele era desligado demais

Enfim…. sempre temos uma desculpa, mas no final é tudo desamor! Ninguém quer enfrentar dificuldades, perdoar, entender, compreender e tentar mudar. Ninguém quer abrir mão de nada, mas exigimos do outro tudo! Por isso eu pergunto: aonde foi parar o amor?