Quero ir pra saturno!

Olá! Sei que ando sumida e a minha explicação nem é falta de inspiração, é não saber como falar o que está acontecendo. Foi meu aniversário semana passada… a idade pesa sobre meu ombros.Drama! Mas é sério. Lembram que postei sobre a crise dos 28 ? Pois é, como se não bastasse, tem a dos 29 também, daí concluí que VOU VIVER EM CRISE. Todo ano vou ter uma crise diferente? Me desculpem o palavreado, mas que merda é essa? Já não basta a crise mundial, temos que ter várias crises pessoais? Não quero isso não.
Vou só dar um explicada sobre o que li. Aos 29 anos estamos amadurecendo no retorno de Saturno. Segundo consta no mundo astrológico é onde nos tornamos realmente adultos. Enquanto na terra o ano dura 365 dias, em saturno, para dar a volta completa em torno do sol, duram 29 anos, ou seja, em saturno eu tenho apenas um aninho de existencia. Me mostrem o caminho por favor que eu quero ir pra Saturno e ser um criança lá.
Simbolicamente, como diz a matéria, aos 29 anos ( um ano antes dos 30… 30, dá pra imaginar? outro dia tinha 18) é o momento onde nos tornamos capazes de distinguir o certo do errado, o que viável ou não para nossas vidas. É quando ‘ a ficha cai’ e descobrimos que temos que ter limites realmente, a chamada responsabilidade. Como diz meu professor de programação “…brincadeiras a parte…”, coencidentemente ou não, acho que é exatamente isso que está acontecendo comigo. E sinceramente, já tem um tempo que passo por isso então, os 29 é só uma crise complementar dos 28! Às vezes olho as pessoas a meu redor e as acho tão fúteis, tão preocupadas com o supérfulo, que me sinto uma velha caquética e ranzinza. Sério! To andando cansada dessas crises, de reclamar, de achar tudo complicado. Queria conseguir facilitar as coisas, não ver os problemas, não ter que resolvê-los. Ser adulto é péssimo! Quero voltar a ser criança, onde meu maior problema era parar de brincar para fazer o ‘para casa’.

Bom… neste ano.. antes dos 30 tenho uma meta, só uma… mas enorme: resolver meus problemas para ser feliz. Eu sei que sempre vamos ter problemas, mas vou tentar solucionar aqueles que encomodam mais, porque no resto a gente dá um jeito. E que Saturno me ajude.

Faço das palavras dele, as minhas palavas.. Jabor!

“Fui criado com princípios morais comuns:Quando eu era pequeno, mães, pais, professores, avós, tios, vizinhos, eram autoridades dignas de respeito e consideração. Quanto mais próximos ou mais velhos, mais afeto. Inimaginável responder de forma mal educada aos mais velhos, professores ou autoridades… Confiávamos nos adultos porque todos eram pais, mães ou familiares das crianças da nossa rua, do bairro, ou da cidade… Tínhamos medo apenas do escuro, dos sapos, dos filmes de terror… Hoje me deu uma tristeza infinita por tudo aquilo que perdemos. Por tudo o que meus netos um dia enfrentarão.Pelo medo no olhar das crianças, dos jovens, dos velhos e dos adultos. Direitos humanos para criminosos, deveres ilimitados para cidadãos honestos. Não levar vantagem em tudo significa ser idiota. Pagar dívidas em dia é ser tonto… Anistia para corruptos e sonegadores… O que aconteceu conosco? Professores maltratados nas salas de aula, comerciantes ameaçados por traficantes, grades em nossas janelas e portas. Que valores são esses? Automóveis que valem mais que abraços, filhas querendo uma cirurgia como presente por passar de ano. Celulares nas mochilas de crianças. O que vais querer em troca de um abraço? A diversão vale mais que um diploma. Uma tela gigante vale mais que uma boa conversa. Mais vale uma maquiagem que um sorvete. Mais vale parecer do que ser… Quando foi que tudo desapareceu ou se tornou ridículo?Quero arrancar as grades da minha janela para poder tocar as flores! Quero me sentar na varanda e dormir com a porta aberta nas noites de verão! Quero a honestidade como motivo de orgulho. Quero a vergonha na cara e a solidariedade. Quero a retidão de caráter, a cara limpa e o olhar olho-no-olho. Quero a esperança, a alegria, a confiança! Quero calar a boca de quem diz: “temos que estar ao nível de…”, ao falar de uma pessoa. Abaixo o “TER”, viva o “SER”. E viva o retorno da verdadeira vida, simples como a chuva, limpa como um céu de primavera, leve como a brisa da manhã!E definitivamente bela, como cada amanhecer. Quero ter de volta o meu mundo simples e comum. Onde existam amor, solidariedade e fraternidade como bases. Vamos voltar a ser “gente”. Construir um mundo melhor, mais justo, mais humano, onde as pessoas respeitem as pessoas. Utopia? Quem sabe?… Precisamos tentar… Quem sabe comecemos a caminhar transmitindo essa mensagem… Nossos filhos merecem e nossos netos certamente nos agradecerão!”.
Arnaldo Jabor

por que as pessoas estão sozinhas?

Oi! Nos ultimos tempos tenho visto o quanto as pessoas estão egoístas. Se vc entra em uma nova empresa, ninguém faz a mínima questão de te receber bem, de fazer com que você sinta bem. Ninguém quer saber se você almoçou sozinha ou com quem. Se você vai para a faculdade, ou cursinho, ou muda de escola, você consegue fazer colegas e não amigos. Colegas… apenas isso. Sem vínculos, sem sentimentos.

Minha tia é professora, lida com dois mundos diferentes. O da escola pública e o da particular. A pública é complicada, crianças problemáticas e para contornar ao situação além de pulso forte, tem que ter sentimento pois essas crianças precisam de atenção, de carinho. Isso tudo por ‘n’ motivos que todos nós podemos imaginar. Enquanto na particular, onde crianças tem tudo, conseguem tudo, são elas, que são educadas sem sentimentos, como robôs. Os professores são pagos para ensinar, ensinam da maneira que eles acham melhor e pronto. Discutindo isso tudo fiquei pensando, é por isso que todos estão cada vez mais egoístas e sozinhos e do jeito que a vida caminha, infelizmente a tendência é piorar.

Dizem que para mudar o mundo temos que mudar. Vou fazer minha parte. Dar bom dia sorrindo a todos, perguntar se estão tudo bem quando um (a) colega (a) não estiver bem, pois futuramente ele pode se tornar um grande amigo, sendo assim, eu não serei uma pessoa egoísta e sozinha. Tentarei ensinar isso a meu irmão, a ter sentimentos, a fazer o bem, a ajudar, a ser amigo, companheiro. Tudo bem que na verdade, pra mim ele já é isso tudo há muito tempo, apesar da pouca idade. Mas farei de tudo para que ele não perca tudo isso durante a longa caminhada da vida. Quem sabe, se cada um fizer sua parte a gente não consegue melhor isso. Assim, futuramente vai haver menos depresssão, menos tristeza, menos um tanto de coisas e sentimentos ruins. Vamos regar as flores para que elas fiquem coloridas e não murchem!

Bom, por hoje é só!

beijinhosss